domingo, 20 de novembro de 2011

Lançamento na Balada Literária e CEP 20.000

Pessoas,

Hoje estarei lançando em São Paulo, na Balada Literária, a nova edição do meu livro Festa na Usina Nuclear. Além de uma pequena revisão na ortografia e na diagramação, a nova edição recebeu em sua quarta capa comentários de escritores que muito admiro:

"Rafael Sperling escreve sem medo de errar, na verdade, escreve sem medo algum, escreve com boas doses de criatividade e humor, penso que esse jovem escritor carioca tem o essencial inclassificável que, na tão falada trajetória do escritor, diferencia os que de fato (e para isso basta uma grande obra) podem um dia responder com ótimas histórias dos que falam em literatura apenas para se aventurar."
Paulo Scott

"Festa na Usina Nuclear é um livro ousado, uma visão feroz da experiência de se estar vivo."
João Gilberto Noll

"Os contos curtos, precisos, são bons de serem lidos, e o non-sense, beirando a ficção científica, me agradou bastante. Tenho a impressão de que ele escreve se divertindo muito com tudo aquilo, por outro lado, deve ser o oposto. Rafael tem uma mente fabulista, inventiva, muito interessante a sua literatura."
Ana Paula Maia

"Porra! A literatura, com o livro do Rafael, não está mesmo morta."
Marcelino Freire





Dia 30, no Espaço Cultural Sérgio Porto (Rio de Janeiro) farei uma participação no CEP 20.000, também para o lançamento da nova edição.


6 comentários:

Leonardo Velasco disse...

gente, João Gilberto Noll? Pára tudo que eu quero descer e ser atropelado! Parabéns Rafael! Preciso de um novo lançamento aqui no Rio! Senão, um orkontro saltitante com seus fãs serelepes e lobotomizados. Acho que já tem informação demais nesse post, parei por aqui. ;)

Paolo Hollywood disse...

Olá! Achei teu blog super maneiro, tu escreve super bem cara *-*. Tu podería dar uma passadinha no meu blog hã?! Gostaría muito de uma visita tua eheheheheheh olha o link

http://selvamasculina.blogspot.com

Se possível me segue hã?!

Luís Gustavo Brito Dias disse...

- parabéns, Rafael. cada vez melhor. cuide-se.

Hugo R. disse...

Rafael, tu é muito atrevido e cara-de-pau!!!! É disso que a poesia precisa, menos cara-de-pai e mais cara-de-pau, assim como a música não pode ser mesmice... Toda arte precisa de renovação, e tu é um renovador da literatura! É isso que eu acho. Feliz 2012 pra tu!

Aline Miranda disse...

caro rafael, entrei aqui crente que leria um texto novo..
mas em verdade li um que adorei, do pão colorido, daquele jeitinho violento que só você sabe escrever.
rs
Não foi aqui... mas deixo registrada minha leitura. Gostei muito!

beijos!

Rafael Only disse...

Ei, cara..!

Seu jeito de escrever me encoraja sempre que o leio. Ter punhais no lugar de línguas sempre foi um alvo que estabeleci... E você, com sua serra-elétrica lingual, e mental, me faz me sentir mais seguro, por saber que pessoas potencialmente perigosas para a maldita sociedade têm seu lugar no cosmos... Isso aí! Abraço

http://matheriaescura.blogspot.com.br/