segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Nadar por aí

Eu só quero fazer amor
Eu só quero a paz
Eu só quero nadar por aí

E me perder de todas as coisas
Que fazem a gente se sentir perdido

E ver todas as pessoas
E todas as estações de trem
Que já não funcionam mais

E o sol entrando pela janela
Com o calor da nova era
De velhos vinhos e canções
E de valsas negras

Eu quero dormir de manhã
E acordar à noite
Quero sentir o sabor
E quero o guardar numa concha

E caminhar sem destino
Para nunca mais aportar
Para poder subir nas árvores
E nas cavernas entrar

Quero ser enterrado na areia da praia
Para a onda tentar me afogar
Pra só então em tatuí me transformar
Podendo pras profundezas da terra escapar

Quero ser a árvore que destrói as calçadas
E que derruba os impérios
Eu quero ser a abelha que colhe o néctar
E distribui doçuras proibidas

Eu quero visitar todas as pessoas
E poder morar dentro de mim
E quero ser toda a água
Pra poder nadar por aí

-Você é uma formiga que nada que nem árvore.
.Como se não fosse feito de coisa alguma.
.Apenas sons e sentidos.
.Cheios de vazios.
.Imóveis.




-----------------------------------------------
Eu gostaria de agradecer à querida amiga Ana Luisa que fez este desenho pro meu poema.
Visitem o Flickr dela, tem mais desenhos lá:
http://www.flickr.com/photos/nalub2/
-----------------------------------------------
Também gostaria de fazer propaganda do blog do Cláudio Schuster, http://bebapoesia.blogspot.com/
Comprei os livros dele "Risco" e "Bluz" que ele vende pelo blog. São muuuito bons. Vale a pena comprar (e tá barato). Um poeminha do livro dele:
"um poema
precisa ter início
e um meio
de não ter fim"

53 comentários:

Jillian disse...

mano, só lendo essa poesia já me deu vontade de fazer tudo isso D:
Coisas bemm simples, que hoje as pessoas já nem pensam mais como é bom :C
Oitavo e último parágrafo estão +qd+ *--*
bjo bjo :*

Hélen Ariane disse...

Eu só quero a paz e mais nada!

*-*

Aninha disse...

"Apenas sons e sentidos.
Cheios de vazios.
Imóveis."
Adorei essa parte!

bjinhos*/~

Karen disse...

FOOOOOOODA! ;D

Tatá R. da S. disse...

Eu quero ser essa sensação.
o/

GiGi disse...

que lindo!

Letícia Alvares disse...

Muito lindo mesmo! É... apenas sons e sentidos...

nina rizzi disse...

um flower power pós-moderno é? o mundo andava a precisar mesmo, estamos tão longe disso que parece até anacronismo.

um bom poema deve sim deixar a vontade de que nao terminasse, mas ele deve ter um final arre-matador..

beijo.

ana/gecko disse...

http://www.davidshrigley.com/draw_htmpgs/who_I_am/6_water_soluble.htm
apenas lembrei..

belo fim.
bjs

Gabriela M. disse...

formiga que nada que nem árvore???

adorei essa sacada.

bj bj Rafael.

RaH disse...

Muito lindo..
Amei!
=D

Bjão e Boa semana!

Hélio Machado disse...

Sempre perfeito!!!

Eu quero é viver!!!

Abraços

Anna disse...

"Eu quero visitar todas as pessoas
E poder morar dentro de mim
E quero ser toda a água
Pra poder nadar por aí"
adorei.

Taiyo Omura disse...

até que enfim você se deixou levar pelo Manoel.
um abraço de passarinho apertado
e exagerado no azul.

Taline disse...

Bonito (:
Ah, pois é, mas tenho dinheiro guardado.

Cláudio Schuster disse...

Valeu o toque Rafael! Muito bom teu blog! Espero todos no beba poesia. Abraço, Cláudio

Hosana Lemos disse...

"E me perder de todas as coisas
Que fazem a gente se sentir perdido"

perfeito...
amei!
traduzui tudo o que eu também quero.

Nessa disse...

Gostei da sua resposta ao post da Deborah...bem objetiva! ahuahuahuahuah

Bjosss!

Érica disse...

Uma vontade que dá.
beijos

[ rod ] ® disse...

É a ânsia do querer ser normal...

Abçs,




Novo dogMa:
dogMas...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Carol Duca. disse...

Saudades de vir aqui.

Sorte.

Gêsa disse...

E quero ser toda a água
Pra poder nadar por aí!

muittoo bom :)

Letícia Alvares disse...

Quero ser a raiz da árvore que destrói as calçadas e que suga do chão a essência da vida.

lydia disse...

aaaa seu malandrinho KDSOKSDOKDSO :D

pequena disse...

Sem problemas amigo rss Agora vou ter mais cuidado em me referir a todos do sexo feminino e tbm masculino lá no blog rss é que eu nunca recebi comentários masculinos rsss
e obrigada por visitar viu? rs

bjos e tenha um bom dia! Adorei o poema, é vc mesmo que escreve? parabéns!

Eloisa disse...

Eu quero visitar todas as pessoas
E poder morar dentro de mim
E quero ser toda a água
Pra poder nadar por aí.

Gostei. Gostei mesmo.

beijo

Marta Gonçalves disse...

não, claro que não :o

Dica disse...

Não acha que quer muito?

:)

Amei ler isto:
Eu só quero fazer amor
Eu só quero a paz
Eu só quero nadar por aí.

O escritor ganha o leitor somente quando começa o texto com frases incríveis como estas.

beijão!

Srta Laís disse...

Oie, obrigada pela visita viu! Tô por aqui! DE olho em vc!

beijos

Poetíssima disse...

Por que dura que nem pedra?!

Macaires disse...

Esse querer de coisas boas, fome de novidades, faz a vida se tornar especial e poder nadar por aí, onde quer que seja, lava a alma e renova!

Gosto dos seus textos, são inovadores!
E obrigada pelas visitas!
Estou linkando você!
Bjs.

Lina :) disse...

Até gostei da sua paródia da minha frase - ao invés de expirar, eu espirro. :D
Pensando melhor, achei outra hipótese:
expiração - não piração.
Nossa, tou tonta.

Agatha disse...

Eu quero sempre mais. Quero viver intensa e ternamente como se não houvesse consequencias. Eu só quero viver (:

Muito Bom Sr. poeta, Bj!

Daniela Filipini disse...

E eu só quero a paz :)

Thaís A. disse...

Que lindo *--*

CátiaSofia disse...

Tanto como o desenho e o poema, estão lindissimos.


Beijo

Camila disse...

E me perder de todas as coisas
Que fazem a gente se sentir perdido


kero tantoo isso *-*

A n i n h a a disse...

nossa, eu que não sou muito fã de poesia, amei *-*
flui tão bem, que não dá vontade de parar de ler

beijos!

Michele Hubner disse...

eu quero liberdade...

disse...

Gostei muito desse post, acho que soou bem com as coisas que eu também quero!

Dário Shoüpaiwisky disse...

Eaew...
blz?
Gostei.
É, eu só quero amar.
auhauhauh
=p
1 abraço

Katrina disse...

há, eu queria ter um trem dentro de mim

Rita disse...

fantástico!
eu também queria "visitar todas as pessoas e morar dentro de mim" :)

Carolda disse...

Voar... quem nunca sonhou com isso?
eu também queria "visitar todas as pessoas e morar dentro de mim" [2]
Beijo

pequena disse...

Oi moço rss
to passando pra desejar bom fim de semana! rs bjos

☆ Sandra C. disse...

lindo Rafael, e fiquei impressionada com o 'impressionismo' da imagem. bem ilustrada.

Henrique Miné disse...

nhé, queria que meus poemas nunca publicados fossem assim.
Ai eles não seriam nunca publicados. xD

Talvez o desejo que há em vc (ou no"eu" da poesia) é aquele de ser livre que habita em todos, e que ninguém consegue realizar.
Mas também, imagine, o que seria do mundo se todos fossem livres para fazerem apenas o que querem? Você quer a paz, quer ser uma arvore.
Mas nem todos são assim. xD

Abraços e, definitivamente, não entendi seu ultimo comentario la no meu blog. oO

Larissa. disse...

Nossa que demais seu poema. "E me perder de todas as coisas, que fazem a gente se sentir perdido..."
Parece comigo isso.

Adoro esse blog e todas as excentricidades dos textos (diferente desse^^)

P.S sobre o teu coment, de não gostar de Los Hermanos... kkkkkk ouço isso direeeto.

bjs
;**

Ray Siq disse...

Muito Bom!!!!!

Beijoo super:*

Camila disse...

Dormir de manhã e acordar a noite!? Oooo doidera hahahaha eu gosto é do dia! Temos mais tempo
Quanta saudades desse blog hahaha
beijooo

Bia Esteves disse...

Gostei!

Paulo Ferba disse...

Eu preciso disto, djá!

Abraços

pazktrobdapdrohenedraridradoquem disse...

Valeu, meu caro...
Sua poesia também é bastante instigante ...
Despretenciosa mas com conteúdo...
Fora a populariedade ...
É isso ae !!!