domingo, 16 de maio de 2010

Sonífero

.
Um ar de luar
E os sete dragões alados
Lutando no espaço
Até explodirem todas as dimensões
E os cacos caírem
Se misturando a tudo que sempre existiu

Dando origem a um novo olhar;
Aos mais profundos devaneios

Sinto quando você aparece
Acima de tudo
E carrega a minha vida
Pra um outro lugar
Bem aqui
Tão distante desse ponto
De sombras
Turvas
No meu travesseiro




____________________________________________________
Vejam no Desce Mais Um
http://descemaisum.blogspot.com/2010/05/tecnologias-e-imagens-de-cavalos.html
Tecnologias e Imagens de Cavalos
Escrito para o tema "Reencarnação"

21 comentários:

Athila Goyaz disse...

Bem misterioso esse texto...gostei!
abraços!

Tatá R. da S. disse...

É bom quando alguém é como um tele transportepara asboas emoções.
=*

Nathi Delacroix disse...

Sempre acaba no travesseiro...
sonhos! :~



~*

Aproveitando, meu blog "O Óbvio Utópico" está concorrendo ao Prêmio "The Best GB 2010", realizado pela Gazeta dos Blogueiros, se não for incômodo, você poderia dar o seu voto? Segue o link: http://migre.me/Fox0

Obrigada! *_*

flaviadoria disse...

Rapaz, amei!
Tá lindão até me lembrou um quadro do Dalí.

Nua e Crua disse...

As estrelas brilham ao teto solar da escuridão do teu quarto

Daninha disse...

Hei votei no teu blog :D
Beijos

Gabi Petrucci disse...

Sempre aparece aquele alguém que muda nossa direção!

Beijos

Ale Sbano disse...

que poético..
gosto de dragões..
mais singelo do que normalmente são os teus textos..rs

Tiago Fagner disse...

Puts, Rafael, muito bom! Eu acho que essa poema ficaria ótimo músicado por Zé Ramalho, tem algo místico que ele espressa bem demais.

Paulo Vitor Cruz disse...

estou com o Tiago Fagner.. manda ele p zé ramalho..

abraço grande.

Érica disse...

Está votado em três emails rsrsrs.
Eu entendi tão bem esse texto, chega me emocionei. Mas eu adoro sair daqui me sentindo embreagada, depois de ler que os sentimentos da casca de banana não podem ser negligenciados.

Beeeijos

Taiyo Omura disse...

é isso ae bicho, poesia porra!
to gostando de ver você poesiando,

tem que poesiar porra!

Thaís A. disse...

Muito bonito1 Eu gosto dessa palavra sonífero q
e quanto tempo eu não passava aqui, desculpa a ausencia :~

gabriela m. disse...

nos primeiros versos, eu pensei no apocalipse, depois vi que era doidera do remédio mesmo shuahsusua

já votei em você. bj;

Elton... disse...

Muitíssimo bem redigido.

nath. disse...

Curto vindo de você, hm. Votado.

poetaeusou . . . disse...

*
o travesseiro.
é bom companheiro,
,
saudações,
,
*

Ferdi disse...

Votei mil vezes, como disse.
E, ah, só pra mostrar que meu voto foi justo essa poema aí, hein?

Arthur Dantas disse...

oi, gostei muito! vou voltar!

Alexsandro S. C. disse...

Foda, Rafael. Passei um tempo sem acesso a internet, mas vim em bom tempo. Poema foda.

Álvaro disse...

Senti na pele esse.