sexta-feira, 5 de junho de 2009

Amores Efêmeros 2

Gleube Manganésfero de Sá Pretextata era um menino estranho.

Quando bebê não chorava. E mamava muito pouco. Só ficava olhando pra cara da mãe.
Engatinhou até os 6 anos de idade. Quando ia na rua, as crianças ficavam olhando aquele meninão engatinhar no chão sujo.
Quando começou a caminhar não brincou com bonecos. Nem com bola de futebol. Não brincava. Nem tinha amigos. Só ficava olhando pro nada. Quando sua mãe perguntava o que tinha, ele dizia que não tinha nada, que estava tudo bem.

Ele achava que nada tinha graça. Nada o interessava muito. Nem comida, nem amigos, nem meninas, nem meninos, animais, parentes, esportes, livros, ideias, profissões, objetivos. Nada.

Quando Gleube completou 16 anos de idade, sua vida mudou. Estava caminhando na rua, olhando para o nada, quando passou por uma vitrine. Seus olhos não podiam acreditar no que estavam vendo: um iPod.

Aquilo era a coisa mais linda que havia visto em sua vida. Seu coração começou a bater mais rápido, começou a suar frio e ficou todo arrepiado. Nunca havia se sentido daquela maneira antes, aquele estava sendo o momento mais emocionante que havia vivido até então.

Um dos vendedores da loja notou que havia um menino na vitrine da loja, com a cara colada no vidro, meio que babando e com o olhar fixado no iPod. Há uns 15 minutos.

-Olá! Posso ajuda-lo?
-...
-Er, gostaria de entrar na loja? Posso te mostrar o iPod que está na vitrine.
-...

Os dois entraram. Gleube estava com as pernas tremendo e com as mãos geladas. Mal podia acreditar que iria colocar as mãos naquele objeto divino.

-Aqui está!

Gleube segurou o iPod. De perto, em suas mãos, era mais lindo ainda que na vitrine. E achou sua textura maravilhosa. Era maravilhoso. Era perfeito. Era tudo que havia esperado sua vida inteira.

Gleube comprou o iPod.

Sua mãe notou que Gleube estava agindo de maneira diferente. Estava sorrindo mais, estudando com mais atenção. Passava as tardes trancado no seu quarto, estudando. Mas não tinha a menor ideia do motivo desta mudança superficial. Ela não podia notar a grande mudança interna de Gleube.

Mas Gleube não estava estudando mais. Ele na verdade se trancava em seu quarto e passava a tarde inteira segurando o iPod, sentado na cama.

Passou a ter sonhos estranhos. Estava sempre com seu iPod, e estavam sempre sozinhos no mundo. E nos seus sonhos ele sempre fazia mesma coisa: ficava a admirar o iPod.

Sua mãe começou a ficar preocupada com Gleube, mais que o normal. Ele só ficava andando com aquele iPod, de um lado pro outro. E continuava sem namorada e sem amigos. Suas notas escolares chegaram e ele havia sido reprovado em todas as matérias.

-Gleube, o que há de errado? Será que não gostaria de ir num psicólogo? Seu comportamento tem sido estranho.
-Estranho? Não, não. Está tudo bem, não se preocupe.

Naquela noite, Ernesta ouviu sons estranhos vindo do quarto de Gleube. Ela se levantou e se esgueirou até o seu quarto. Olhou pela fechadura.

Não podia acreditar no que estava vendo. Gleube estava fazendo sexo com o iPod.
Não pode se conter, e entrou no quarto.

-Meu filho!! O que isso?? Você está trepando com o iPod?
-Trepando não, mãe. Estamos fazendo amor.

93 comentários:

Louis # disse...

Q estranho! Só posso confessar q no fim eu ri ^^ ... Mas ainda é estranho e triste ¬¬! Ainda bem q eu nein tenho iPod!

Cosmunicando disse...

como pod?
ou como phod?

Nara Sales disse...

SHDIHSDIUSHIDUHSIDHS
eu ri muito aqui!
Que forma estranha de amor. Mas...

Fabi Celso disse...

bacana teu blog :*

Gisa Dias* disse...

Ah Rafa, ja esta dada a missão, o selinho vai pra vc tbm, passa lá e pega e quero ver um post dele!


bjokas*

Ana Paula disse...

Uaiiii...hehe
Eu tmb ri no final.
Vc escreve bem moço...=)

eu, vanessa. disse...

Parágrafo? Não me é estranho... rsrs.
Mas me diz uma coisa... você já viu alguém desabafar em parágrafos? :P

Beeeijo
:*

eu, vanessa. disse...

"Gleube Manganésfero de Sá Pretextata" ???

Onde é que você encontra esse nomes, hein?
hsuhausashuhsusu Adorei o texto. Muito comédia!

Ray Siq disse...

Tadinho do Gleube hahhahaha
com um nome desses é de se esperar...

uma historia interessante kkkkkkkkkkkkkk
eu sei que eu ri muito no final!!!

Beijo :*

Mary disse...

Oi Rafa!...show teu blog, viu?...criativo, enigmático, envolvente. Vou visitá-lo com mais frequencia, sendo sua eguidora.
Beijos e obrigada pela visita.

Mary disse...

Ahhh...me sentirei honrada também, tê-lo como meu seguidor.
Bjs

eu, vanessa. disse...

É, eu não tenho capacidade criativa pra inventar coisas assim. Quem bom que você tem!
Tô te seguindo, então. Depois vou dá uma lida nos seus textos anteriores.

Beeijo
:*

V. Martins disse...

Geeente! Coitado do Gleube.
Não sabe o que é o bom da vida! AIEUHAEIUHEAIUHE

Likα disse...

HUAHUSUHASUHASHUAHUSA, me raxo, sexo com o iPod tá ai nunca tinha visto HUASUHASUH ameei amei,mas olha será que eles se previnirão, pq pode nascer um humaniPod HASHUAUHSA.

Hoshi Lamperouge. disse...

err... que coisa. '-'

-
simsim.
Switchfoot é bom. *-*

Monique Frebell disse...

Grata pela visitinha!

Um bjo, Rafa!

=)

Carol Duca. disse...

Muito bom, como sempre ! :)

Livinha disse...

Olá Rafael, tdo bem?
Olha adorei teu blogger,
como bem a tua crônica.
Uma história bem compreensiva no sentido psicológico da procura do próprio eu; onde
o personagem em desencontro com si mesmo
adentrou o mundo de sua conivência
íntima, ainda que objetivando a sua forma de expressa-lo consigo mesmo, um alguém que não se chama ninguém...
maravilhoso!!
Parabéns! Passarei por aqui outras vezes mais..
e por isto resolvi te seguir...

Bjss
Livinh@__

Iris Gimaiel disse...

Menino esquisito! Hahaha.
Ri deemais no final.

tainá disse...

credo o.o
essa é a juventude de hoje em dia kkkk

P' disse...

Não sei onde é.

Nessa disse...

O: nossa *.*

Arianne disse...

UHUAHAUHUAHAUHAUHUAHUAHA, que bizarro! O.ó
Coitadinho do Gleube!

One Day disse...

HUAHUAHUAHUAUHA
ri demais aqui.
muito bom.
ainda bem que não tenho um ipod -q


beeijos
atualizei
http://andnobodyelse.blogspot.com

Amanda disse...

A tecnologia para uns é a solução.!
((:

Vlw a visita.! ((:

Sandra S. disse...

hahahahaahhaha, como todos os outros ai em cima disseram, achei interessante, bizarro e cómico !

Enfim adorei :)

beijinhos e obrigada pela presença*

Natália disse...

Triste, espantada e gargalhei.
abraço

Flor disse...

Na falta de algo melhor.

Dea アンドレア disse...

Obrigado pela visita! Adorei seu blog, diferente do q estou acostumada a encontrar,kkk adorei as historias. VC as inventas??kkk Minha mae vai adorar seu blog, ela tb adora ESCREVER.mega criativa! Bjus

Amelie disse...

sim sou eu!

ℓiiα, ♥ disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, nossa!
Coitado do menino... :X


beijos.
http://rainbowofcherry.blogspot.com/

Déia disse...

aiii que medo rs
Mas cada um cada um...rs
Foi bom pra vc i pod? kkk

~*rafasonehara disse...

mais que final haisuhuaish
um tanto quanto inesperado ;PP

bjo

Valdemir Reis disse...

Amigo Rafael honrado e feliz por visitar este importante, belo e original espaço... Registro a minha imensa satisfação ao passar aqui, valeu! Também sou seu seguidor. Quero compartilhar com você o poema abaixo de William Shakespeare
”Perguntei a um sábio,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade...
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.
O Amor nos dá asas,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração.”
Votos de um final de semana divertido e repleto de alegria. Muita prosperidade e bênçãos. Paz, luz, saúde e proteção. Felicidades, um fraterno e caloroso abraço. Fique com Deus.
Valdemir Reis

Thaís A. disse...

UASHUEHAUSHEUASHE, nossa, que gosto de iPod mas não tanto assim, né? Que coisa mais estranha :s

a má! disse...

oO'
que horror !
UAHSAUSHAUSHAUSHAUSHAUSAUSH
ri muito aquii ... esse dai gosta MEEEESMO de iPod hein ! :P

to te seguindo ;)
beijos ! :*

Taline disse...

Nuss.. Um iPod?
AEUAIUEIAUIEUAEU...
Ui, usar meus olhos verdes musgos pra arrumar namorado?
Hoho, murri de vergonha.. Mas okay, tô feliz sozinha e sem iPod.
Tchau

Gabi disse...

Mais para frente você vai entender por que esse título.

Hélio Machado disse...

Rafael é praticamente um vidente!!!

Quantos Gleubes estão por vir???

Adoro os teus textos, fazem com que a gente lembre de algumas obrigações e valores...

Abraços

Aninha disse...

Caraca mto bom o texto!!!
apesar q eu ri mto....~
Por favor escreva mais "amores efemeros"!!!

bjinhos*~

Larissa Cruz disse...

E esses nomes?
kkkkk
Pura criatividade?
rsrsr
Bom Final de Semana,
Adorei aquuui!

Paula Tonkio disse...

Estranho a começar pelo nome né, tadinho.

E depois? Não vai me dizer que o ipod ficou gravido!

Adorei seu blog.
Beijo

Tatá disse...

Que bizarro!
Hahahaha

Adorei seus textos :*

Raai M. disse...

KSPOSKOPSKPOSKPOSKOSPKOPSKOPS'
caraalho, que bizarro isso, mente doentia das pessoas, essa coisa de desejar mais que tudo, mais que a vida.. sei lá.. coisas materiais.. estranho, e o foda, é que existe gente assim :S

Thay *.* disse...

Eu nunca imaginava que o fim seria assim...eu jurava q ele ia se matar com o ipod...me surpreendeuu...foi bem esquisito...
Bjim ^^

Prixty disse...

obrigada. :)

ok, essa história é bem estranha. xD

Brunas F. disse...

primeira vez q passo no seu blog...adorei!

a história de amor entre Gleube e seu ipod me fez rir mto hauhuha

gabriela m. disse...

hshuauhsuhasuhasuhauhsuh
que ondinha esse Gleube, hein ¬


eu gostei, eu gostei :B
Abraço.

Nathália disse...

Pelo menos pra ele o ipod era muito mais do que um aparelhinho bonito.
Era a tecnologia da sua vida.

Hahaha, beijo!

Karen disse...

GOOOOOOOOOOOOOOSTEI =)

ana/gecko disse...

http://bocaberta.org/2008/06/pessoas-que-se-relacionam-e-casam-com-objetos.html

Raíza Rocha disse...

Oi mocinho, tudo bem?

passei aqui pra dar um alô!!

=)

bjos

Natalia disse...

Muito interessante... E esses nomes que você escolhe, hein!

Fico pensando na 'mensagem subliminar' dessas histórias ;)

Você é bom nisso, parabéns!

A boneca Laly disse...

Algo me diz que essa criatura num é muito normal nao... eu só acho... rsrsrrss...
Caralho vc escreve muito bem... adorei o texto e o blog rapz... rsrsrs

bjos!

Letícia Alvares disse...

Acho que a culpa de Gleube ser assim são dos seus pais... olha o nome que colocaram no garoto! Queriam o quê? (risos)

Philip Rangel disse...

Quantos Glaubes serao necessarios aparecer ne...

hehehe

abraçao

Carolda disse...

Que demais isso! Adorei! Principalmente o nome da pessoa .D ha

disse...

Oi, Rafael...nem sei se começo agradecendo-te a visita lá no meu cantinho de devaneio, ou elogiando o seu...[e qto devaneio, hein?!?!]...putz..li seus textos, mas este em especial é extraordinário!!!

Vou continua passando pr aqui, posso??

Bjoss,

http://inverossimilhancadoreal.blogspot.com/

* Bela* disse...

Obrigada pela visita!

Volte sempre!!!

=)

bjUu

Larissa. disse...

putzzzz
shaushaushaus
como pode?

Sempre imprevisível seus textos^^

P.S nossa, todo mundo ama açaí por aqui, menos eu :P
bjs
;**

Luh* disse...

huhuga
adorei, ri muito! rs

Carla Rosenvelt disse...

Dou por mim a "sublinhar" excertos dos teus textos e a chegar ao fim com tudo sublinhado :)

Crispi. disse...

Ahh muito bom!!
Iphode.. ahaha
beijos

ps. Novamente um nome, digamos, diferente. Tenho medo do nome dos seus filhos, quando tiver.. ahah
beijos

☆ Sandra C. disse...

que é isso, um recorde de postagens???
nuss!
como as coisas mudaram hein..
digo, sobre o post..
'mudernidade' u-óh.
já começo a odiar a modernidade.
a sério.

Dixt:: na geladeira por uns tempos.
nova casa --> http://doodleordie.blogspot.com

bjK!

☆ Sandra C. disse...

p.s.: recorde não de postagens, e sim de comentários ;D

Joana disse...

Cara, seria engraçadissimo se não fosse tragico!
Eu adoro essas suas cronicas!=D

Myÿ h disse...

Noossa, demaaiis essas suas crônicas! Eu ri!
Paraabéns!
Bjo :*

Cláudia Linck disse...

bem serve como roteiro pra propaganda.. tu já pensou em mandar pra alguém da apple? hahaha :* (ressurgi das cinzas e postei!)

E.Suruba disse...

mt bom!

Scarlet disse...

Nossa.. é, estudamos no mesmo lugar!
Estudo Ciencia da Computação na UFRJ tbm, CCMN. Imagino que voce seja da Reitoria.

Boa ;) nao lembro se eu comentei, mas a dose dupla de lá é a mais longa: de 4 as 8! d+.
Meu pai mora ali pertinho.
As vezes estou lá, outras vezes estou na Tijuca.
E vc?
Beijos.

Bruna Viana! disse...

haha pode responder! eu deixo! ;)

Que baita criatividade!
Adoreeei! =)
mostra um pouco da sociedade consumista que vivemos...
em q as pessoas dao mais valor aos objetos compráveis, ao modismo, do que aos sentimentos e pessoas de verdade!
ou quase isso rs


Beijo!

Gabi disse...

Ri muitooooooooo, hilário!

Daniela Filipini disse...

Ri muuito! xD

Anna disse...

haha, tenho que admitir que ri.
eu amo meu ipod, é minha extensão eletrônica depois do notebook, mas assim, não tanto, né?
haha
beijos

A n i n h a a disse...

Eu aqui achando que era louca, e olha as doideiras Ipodísticas que ocorrem por aí :s

teeenso!

Camila disse...

um comportamento de um maníaco credo hahahaha

QUE MENINO ESTRANHO!]fkajsdpoaiuria

mas adorei a história

beijoooo

B&V disse...

adoro esses teus textos
fico ate sem o que comentar *_*

ana paula disse...

oie =)
primeira vez que entro aqui e só li esse seu texto e adorei! *-*
beijo:*

Chayenne Pontes disse...

CARAMBA! que coisa louca :P mas foi muito engraçado.

aah valeu pelo conselho ^^
;*

Paper Kites disse...

olá, gostei do teu blog, escreves bem. Achei interessante essa tua maneire de abordar esses "amores loucos". É engraçado mas de certo forma triste.
se der der passa no meu blog ;D

Mah disse...

Muito sem noção SKAOSOKS

Nathália Monte ;D disse...

meu filhooo seu blog eh muito bom!!kkkk

voltareii sempre,sempre!!beijO ^^

Nanda disse...

Nossa :O
Pior que existem pessoas estranhas assim de verdade =X

Carla P.S. disse...

Huahaua...Foi a coisa mais ridícula que li nos últimos ..am...39 segundos...
Obrigada...Aceite um café e volte sempre. Smacks.

Lu Paes disse...

Oi, Rafa!
Que bom voltar a ler seus textos depois de 2 semanas longe da internet!
Sabe, acho que eu estou ficando viciada em blogs. Melhor, acho que já sou viciada.

Adorei seu texto. Mostra a instabilidade imatura das pessoas atualmente. Adorei.

Beijos da Lu!

T@CITO/XANADU disse...

Também já tive um iPod,jamais tive coragem de ligá-lo mas, gostava dele...
Destive
apanhei-me
ouvindo
minha própria voz...
era minha alma
que ria
de mim.

Mai disse...

Esta é a segunda vez que leio teus textos e, novamente, fico 'bolada'.Mas se vc. quer falar da banalização dos amores, dos sentimentos, da 'coisificação' do homem da bestificação dos sentimentos nessa pós-modernidade, eu direi que estás, sim, escrevendo e descrevendo a mais pura e brutal realidade humana.

Bem, ipod um dos símbolos da 'modernidade' que anda 'iphodendo-nus.tudo'...

Abraços,

estou tentando te seguir mas não consigo autorização, né?

- Gabriela Marques disse...

Oii, obridada pela visita xD
eu acertei la o blog, foi erro que deu na fonte do texto. Desculpa ^^

Beijão!

Hosana Lemos disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

não consegui me controlar!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bruna * disse...

AHAHAHAHAHHAHAHA, nooooooossa ... eu achando que ia ter um final super triste :) HIHI, estou te seguindo, da uma passada no meu blog se der!

Elton... disse...

Que bizarro, hein...

Débora Andrade disse...

você ein? DOAISDJAODJOAISDJOAS'
ri muito, na verdade, descontroladamente.
Parabéns por esses textos bem elaborados, muito criativos e cômicos. (:

beeeijo :*

Jaíce Cristina disse...

gostei