domingo, 7 de março de 2010

Lado Obscuro das Emoções



Certo dia, as pessoas da vila X acordaram um pouco melancólicas. Com o passar das horas, a melancolia se transformou em tristeza. E depois, em depressão profunda. As pessoas já não conseguiam fazer mais nada, apenas ficar sofrendo. Começaram então todas a chorar, histericamente, embora não soubessem o porquê. As horas foram passando e não conseguiam parar de chorar. Começaram a aflorar os sentimentos suicidas. Em mais algumas horas, as pessoas começaram a se suicidar, até que não sobrou mais ninguém na vila.

Certo dia, as pessoas da vila Y acordaram alegres. Com o passar das horas, a alegria se transformou em animação. E depois, em entusiasmo eufórico. As pessoas já não conseguiam fazer mais nada, apenas ficar num estado de júbilo eufórico descontrolado. Começaram então todas a rir, histericamente, embora não soubessem o porquê. As horas foram passando e não conseguiam parar de rir. Começaram a aflorar os sentimentos suicidas. Em mais algumas horas, as pessoas começaram a se suicidar, até que não sobrou mais ninguém na vila.



------------------------------------------
Vejam no
http://descemaisum.blogspot.com/
Interações Pós-Podrão

36 comentários:

Paulo Vitor Cruz disse...

são nessas horas que não ser tão alegre nem tão triste semeia na gente esses sentimentos suicidas... afinal, pq sermos tão mediocres?


abraço grande.

tico disse...

pra tudo tem limite, até pra felicidade. rs

.:: lullaby ::. disse...

tipo, não achei um lugar lá pra fazer cadastro :s

Luaniinha Lacerda disse...

o melhor seria, junta-los, onde um possa completar o outro ;D

Jaíce Cristina disse...

O desequilibrio dos extremos. :P

Letícia Mariano. ღ disse...

Nossa.. adorei esse! (adorei mesmo.! hihi)

E viva o equilíbrio emocional! Depois dessa vou procurar um psicólogo pra ser mais temperada...


Beijoocas!

Letícia Mariano. ღ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RaH disse...

as duas vilas unidas se tornariam numa vila bipolar.
hahaha..!

Bacaana!

Gabi Petrucci disse...

Ai que horror, Rafael!
HASDUIASHIDHASUI
Mas acho que ficaria na vila Y, morreria feliz! :D

Me lembrou "O dia em que a Terra parou" do Raul Seixas, não sei porque!

Beeeijos

Paulo Braccini disse...

o SER em seus paradoxos nunca se mostra satisfeito com nada ... e sua percepção auto-destrutiva ganha força ...

forte e tensa sua postagem

extraordinária

bjux

;-)

Henrique Miné disse...

ahah, esse foi genial velho!

sorte que vivemos na medida correta =)

gabriela m. disse...

kkkkkkkk
agora lascou.
chorar dá vontade de suicídio.
sorrir da vontade de suicídio.

é bem por isso que o mundo vai se acabar.

Daninha disse...

Tudo em excesso faz mal neh!?
oapskaosk'
Beijos

Mai disse...

A destrutividade vive espreitando num efeito em cadeia. É importante estarmos atentos aos excessos e sermos lúcidos, porque o suicídio é uma herança maldita, o maior dos absurdos.
Mas o teu texto como sempre é bem apocalíptico. Você faz ficção Rafael mas eu já não sei quanto de realidade há em cada texto ficcional.

Abraços
boa semana

.:: lullaby ::. disse...

ah desculpa, esqueci de avisar..
depois que comentei aqui eu conseguir fazer :D
brigadão viu *-*

Laélia...(LaaH) disse...

perai!!!

alegria demais dá vontade de se matar?????

rsrsrsrsrsrsrs......rsrsrsrrss

Ale Sbano disse...

Shiiii,melhor ficar no controle né??Nada de bipolaridade...
#medodebipolar

Ale Sbano disse...

Shiiii,melhor ficar no controle né??Nada de bipolaridade...
#medodebipolar

Ferdi disse...

Nunca pensei em me suicidar por euforia. Talvez nunca tenha de fato conservado esse estado mais que o desejado.

Tiago Fagner disse...

Gênial, tem a cara de um texto que eu adoraria ter escrito. ^^

Abraço Rafael!

Ray Siq disse...

Então, não vou ficar nem tão feliz, nem tão triste...vou procurar uma vila W!
rsrsrsr

adoreiii

Beijooo ;**

Dandara disse...

excesso mata
disse jesus cristo.

Karen disse...

Você é tão maluco. Gosto disso. (risos)

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

isso parece um pouco com o Brasil e a solidão em qeu suas capitais vivem um das outras

Juliana Oliveira disse...

- A tristeza já faz parte de cada um...como me identifiquei com o seu texto...beijoooo

Michele disse...

O segredo é o equilíbrio.

:)

Laís Dourado disse...

O equilíbrio é ou não é a resposta pra todas as perguntas?! Por isso que entre sim e não, eu sou da turma do Depende!

baobah disse...

Sim, o equilíbrio é a resposta para todas as perguntas!

Adorei o blog, desculpa a demora para retribuir a visita... realmente deveria ter vindo aqui antes.

beijos

Juliana Porto disse...

Depois eu que ando matando por aí!

Vila XY, é o que há!

he he
Beijocas.

Poetíssima disse...

O dom de escrever não é dado a todos... apenas para aqueles humildes e sensíveis de coração.

Me disseram que hoje é dia da inspiração... não sei bem ao certo, mesmo assim, passo-te um desejo: continue essa pessoa linda de sentidos e continue cultivando este belo blog!

Abraços!
Poetíssima#

Rafael Only disse...

Olha só..! acho que ontem eu estava na vila y, mas daí pulei de um precipício e fui teletransportado pra vila x.! hã
Textos incríveis os seus..! Se se estiver a fim, dê uma passada no meu blog também.
Té!

Lilianne Mirian' disse...

- E agora? Que confusão!
Tô passando pela Vila X... (na vida), mas não quero cehar ao "êxtase". O que faço, Vou pra Y??:0

Gosteii daqui!!

beiijo'

Era uma vez...... disse...

eii qria seu msn!
um vez dessa vc postou comentário no meu blog!
qria conversar com vc sobre "escrituras"
rsrsrssrs
abração!
luana-falcao@hotmail.com

jennydias disse...

eu não acho que exista um limite. somos nós que determinamos isso

ARCANO disse...

Voce escreve muito bem (:

Luaniinha Lacerda disse...

Nu que isso eu acho que quem define a gente somo nos, gosteei muito da historia ;D