domingo, 11 de abril de 2010

A Vida de um Homem Superior

.
Encontrei esta velha carta na Biblioteca Nacional. Estava numa pasta sem nome e numeração. Examinando outros documentos que estavam junto, descobri esta ser uma carta de suicídio. Por estar muito mal guardada e conservada, alguns trechos da carta ficaram ilegíveis; transcrevo aqui o que consegui ler:




"Meu nome é Glamânio Soutânrski Jamblepawn. Sou a melhor pessoa que existe.

O resto é um lixo. Não são nada, sou infinitamente superior. Comparar minha existência com a de outro ser humano é uma ofensa a mim. As pessoas que convivem comigo são abençoadas, suas existências se tornam mais agradáveis e belas por minha causa. As mulheres que tiveram contato vaginal comigo se tornaram seres elevados: minha mãe e todas as minhas amantes. Os homens me invejam ardentemente. Desejam minha morte a cada instante. É claro, sou tão superior a eles que nem necessito de mover os lábios, ou mover um músculo sequer para prová-lo. Dormindo sou superior à humanidade.

Os outros vivem sob minha sombra. São tão inferiores que a sombra de meus pés já é suficiente para os cobrir. Vivo lá em cima enquanto os outros ficam no chão, vivendo sua existência rastejante perante mim.

(...)

Quando espirro na rua, as pessoas correm para se infectar com os micróbios que foram lançados para fora do meu corpo. Quanto à minha saliva, o litro no mercado negro atinge valores estratosféricos. Um pouco abaixo da saliva está meu suor, por ser mais fácil de se obter. Possui um valor de mercado levemente inferior ao do litro da saliva, talvez uns 3 ou 4 milhões de dólares a menos. Meu catarro é considerado o manjar dos deuses. Ou o néctar; dependendo da consistência. Embora numa categoria abaixo, minhas fezes também são muito apreciadas, provavelmente estão entre as 10 fezes mais desejadas da atualidade.

Alguns colecionadores possuem outras coisas minhas como casquinhas de machucados, fios de cabelo, pedaços pele, de unha, bolinhas de meleca e sangue coagulado.

Mas nenhuma dessas substâncias pode ser comparada à substância mais cobiçada pelo Homem contemporâneo: meu sêmen, a fórmula para o outro eu. Nunca cedi nem uma gota sequer aos cientistas, que oferecem rios de dinheiro para mim e para todos os meus futuros descendentes em troca de uma mísera ejaculada. Eu seria louco se aceitasse. Imagine só, criarem um exército de eus, de semi-deuses, de gênios. O que seria do mundo se meus clones caíssem em mãos erradas?

(...)

Apesar de todas as qualidades que me tornam superior a todos os outros seres humanos, sou um sofredor. Um sofredor nato. Provavelmente um dos maiores sofredores do mundo, acreditem ou não. Ninguém sabe como eu o que é viver cercado de vermes imundos o tempo todo, em todo lugar, a vida inteira! Cercado por seres inferiores. E amado por eles. Qual o valor do amor de um verme? Um verme sujo e insignificante?? Nenhum, o amor desses animais não vale nada. Ninguém imagina a sensação de apenas conhecer pessoas inferiores a você. Não conheci ninguém que me inspirasse algo a vida inteira! Seja amor, paixão, respeito, amizade, raiva, ódio: apenas desprezo. Será que Deus não poderia me apresentar a alguém que, pelo menos, chegasse aos meu pés? Que não fosse digno de ser esmagado pelo meu sapato sujo de bosta? Queria pelo menos um dia na minha vida poder olhar nos olhos de alguém e sentir respeito e orgulho por essa pessoa, pois até hoje apenas vi pessoas que merecessem viver à minha sombra.

Quem dera ter alguém para dividir minhas angústias. Quem dera ter alguém para conversar sobre meus problemas. Ninguém me entende. Nenhum psicanalista poderia me ajudar, uma vez que nenhum outro ser humano nascido chegou perto do que sou; nossas mentes se diferem demais.

(...)

Deus! Onde estás??? Me colocaste aqui, nessa terra-de-ninguém! Sem ninguém para conversar, para amar, para conviver.

(...)

Se hoje houvesse ao menos mais alguém no mundo, poderia ter mais certeza da minha superioridade. Por que hoje, apenas vejo sombras."




______________________________________
Vejam no
http://descemaisum.blogspot.com/
Felicidade Peculiar
Poderia dizer que é uma espécie de quadro escatológico doentio. Eu acho.

34 comentários:

: A Letreira disse...

vou seguir este cantinho...

blackdog_jet77@hotmail.com disse...

Seria o mal do século a megalomania, ou o vicio virtual? Não sei dizer...

Letícia Mariano. ღ disse...

Somos todos um tanto assim. Sombras e prédios.

Mari Amorim disse...

Rafael,
Excelente semana pra você,fico feliz quando venho aqui e leio seus posts tão inteligentes.obrigada pela isita e gentil comentário.
Boas energias!
Mari

Vitor Chuva disse...

Olá Rafael!
A história está lindamente conduzida, com uma parte final certamente inesperada e surpreendente - surrealista.A forma hábil com nos leva a seguir uma determinada linha de pensamento para no fim se ficar a rir de nós, e da nossa ingenuidade, estará muito próximo dum acto de "gozo", por nos deixarmos prender na teia que tão bem foi construindo, condicionando o nossa linha de pensamento.
Eu acho magnífico, de um enorme talento, o que o Rafael aqui escreveu.
Parabéns, e um abraço.
Vitor

Marianna disse...

manjar ou néctar, dependendo da consistência
huahuahu
genial.

Tiago Fagner disse...

Com certeza esse Glamânio é uma pessoa que eu não gostaria de conhecer. A superioridade dele cansa a minha vida desgarrada,talves ele seja melhor que eu mesmo, porque não há nada no mundo mais superior do que não ser apenas um ser.

Tatá R. da S. disse...

Se ele se chamasse Açaí eu acreditaria.. u.u
huahuahuhau
=***

Athila Goyaz disse...

Nossa adorei, muito bom.Ele é o egocentrismo em pessoa rs

Paulo Braccini disse...

Nada mais posso dizer depois do comentário do Vitor Chuva ... perfeito ... tão bom qto o texto ...

bjux

;-)

Juliana Oliveira disse...

Esse cara era bem estranho. Ah, euy curto harry potter. Sou completamente nerd..rsrs
Abc

Rúvila Magalhães disse...

É assim mesmo, ele até pode ser superior mas acabou sozinho, sem nenhuma pessoa inferior para conversar, sem ninguém para dividir a vida.

Manú disse...

bem faço as palavras da Rúvila minhas, e só.
grande beijo

Henrique Miné disse...

Haha, ótimo esse cara.

As pessoas lutam tanto para ser mais que as outras, que as vezes ler um conto desse pode ser até assustador!

abraço.

Ferdi disse...

Há tempos tenho a idéia de fazer uma camiseta "To cool to live" e um desenho de uma garota ou garoto com uma arma apontada pra cabeça.
Eu presentearia TANTA gente com ela..

Ferdi disse...

Há tempos tenho a idéia de fazer uma camiseta "To cool to live" e um desenho de uma garota ou garoto com uma arma apontada pra cabeça.
Eu presentearia TANTA gente com ela..

Lara Amaral disse...

Nossa, pesado o egocentrismo, hein?


Ps.: Não escrevo muitos contos, arrisquei-me naquele que vc leu pq ele veio daquela forma em minha cabeça; mas os poemas, esses sim que me perseguem mais.

Beijo, obrigada!

Desnuda disse...

Um texto sensacional, Rafael. Glamânio foi procurar Deus. Eu li com muita atenção este texto porque reflete um quadro comum a todos, nas devidas proporções. O que pensamos ser alarmante passa despercebido dentro de nós, silenciosamente. O ego é um feroz assassino.


Parabéns por este texto significativo, muitíssimo bem escrito e sempre apropriado.


Beijo!

Juliana Porto disse...

Conheço gente assim. Ou esse cara é Jesus ou é botafoguense.

=P

Beijão, Rafa!

Deni Maciel disse...

perepotencia e rei na barriga
o inferno esta cheio e jesus num tá lá não.

magnifico texto.
parabens mesmo.
poucas vezes leio textos grandes mas aqui eu faço questão de ler.
e entender.
tem alguns q não acrescentam nada então lemos superficialmente.
mas aqui tem sempre aquele Q de Qualidade...

éé a pascoa se foi
se ve q pornografia é a pascoa ?
ovos....cenoura...
uii.

ótima terça
e me diz uma coisa.
pq a lotofácil só é dificil pra mim ??...
¬¬

abraçoo

Daniela Filipini disse...

Ele realmente se considerava superior...
Sobre o seu comentário, não precisa necessariamente ler os posts anteriores, já que eu não conto uma história exatamente, simplesmente vou escrevendo e sei que um texto é continuação do outro, pelo fato de escrevê-los assim, entende? Então, não se incomode em ler, é desnecessário :)

flaviadoria disse...

Se ele não se suicidasse, eu o matava.

bruna disse...

É impressionante a mente humana, meudeus
Voltei pro blog
Beijos =D

Ray Siq disse...

o ego elevado assim acho que nos faz solitário.
mas sou um pouco vai...tanto egocentrica, como solitaria! hahahha

Beijoo ;**

Aline disse...

odeio a sua criatividade
odeio odeio
:D

J. disse...

O legal de visitar bibliotecas e sebos é encontrar pérolas como esta. Agora, convenhamos, modéstia não era uma das qualidades dele, né? ;)

Beijos.

Daninha disse...

Se ele não se matasse ia acabar morrendo de trsiteza hm*
beijos

Desirée disse...

esse é bom!

bolei!

uhahuauhauh

bjinhos :)

Inês disse...

kkkk, É o cara devia se achar Nietzsche dos novos tempos: cadê o que esse cara escreveu de tão fenomenal então? Cuzão, rss...

tossan disse...

Um pouco revoltado que é mais do que normal para o nosso tempo, mas um ótimo texto. Abraço

Érica disse...

Me apresenta a ele... Se ele não achar que chego aos seus pés, pelo menos eu pego a batéria do espirro.

Nathi disse...

Nossa... Um caso extremamente interessante para minha área *_*

Mai disse...

Rafael, estamos vivendo uma guerra do egocentrismo contra a arrogância. É 'phoda', né?

Baita texto.
bjo

Clara Balbi é ab-so-lu-ta-men-te disse...
Este comentário foi removido pelo autor.