quinta-feira, 30 de julho de 2009

A Menstruação

A menstruação está toda caindo
Caindo em cima de mim
Está inundando o recinto
É como uma cachoeira de sangue

Abro minha boca
Engulo um pouco dessa sanguinolência

Me acendo
Me ascendo

Bebo o suco de menstruação
É gostoso
É nutritivo
Todo mundo devia beber
Eu o bebo todo mês
Da vagina da minha esposa
Quando a menstruação dela está descendo
Ponho minha boca lá e sugo cada gota

E depois disso

Solto a minha menstruação
Solto na cara das pessoas atônitas
Pelas ruas da cidade
Essa explosão vermelha
Que sai das minhas mãos
Dos meus pés
Dos meus olhos e ouvidos

E tudo que toco menstrua
Cada porta que abro
Cada pessoa cumprimento
O espelho do banheiro
Cada roupa que eu visto
A comida que eu como
O chão que eu piso

E depois disso

Todo o sangue
De todas as menstruações do mundo
Se juntam em um só
Se transmutam em uma grande massa vermelha

E todas as pessoas do mundo se juntam
E todos bebemos desse sangue
Para nascermos novamente

Dessa vez
Diferentes

69 comentários:

Hosana Lemos disse...

até parece um vírus!
;)


=*

Desi disse...

hoje eu não almoço

HAHAHAHAHA

Aninha disse...

Ecati...

na verdade só parei de fazer cara de nojo nas últimas 3 frases! hehe

bjinhos*/~

Eloisa disse...

Quando iniciei a leitura falei - pronto.
Ao terminar percebi que voce nao bebe o sangue em si, e sim todas as coisas que sua esposa e todas as mulheres colocam para fora, coisas que as incomodam, e então voce tambem passa a colocar tudo para fora, e tudo que voce toca começa a expelir todas as coisas negativas. E no final quando tudo isso passar voce e todos serao pessoas melhores, pessoas diferentes, pois estao vazias e regeneradas.
Eu entendi assim. Me avise se estiver errada! (:
Um beijo!

T@CITO/XANADU disse...

Moleque boca suja...
Experimenta Katchup! (rsrsrs)

Déia disse...

Que nojo..urgh...Mas lembre-se .. vc é o que come kkkkk
boa sorte

Escape da rotina disse...

kkkkkkkkkkkk. fiz caretas e ri com os comentários. adorei o texto. parabéns!

@viitormartins disse...

Cara, que metáfora brilhante para TPM :D
Porque somos obrigados a engolir a menstruação de nossas esposas, mães, irmãs, filhas, e da vendedora da loja de balas.

Todas elas, jorrando em cima de nós ¬¬'

Aléxsia disse...

Bem, não sei o que dizer.
Legal e diferente o texto. Mas não é legal ficar menstruada :/

Júh x) disse...

AIUSHIUA tem um coments realmente boons e ecati que nojo O.O IUAHSIUA

Natália disse...

Fiz caras e caretas do começo ao fim. que nojo... bjbj

Jaqueline Lima :* disse...

profundo.
mto profundo u.u






qnojo

Laaly disse...

Crêdoo...!

Letícia disse...

-

No início é meio incopreensível, só qe no decorrer percebemos a essência a ser demonstrada em singelas frases, da inquietação humana.

Mais ñ deixei de dizer ECAAA em uma parte ;)

Lico disse...

baah estragou meu café-da-tarde oiAJshasoijashaisoAJsa

Érica disse...

Parece um sangue abençoado. Não da nojo, da esperança. Um amor enorme do marido que bebe o sangue de sua esposa, que bebe com amor e que passa esse amor a frente, para quem não sabe das coisas. Pra quem só é figurante de espetáculo de viver, dos palcos da vida.
Esse sangue é água.
Beijos

pacheco disse...

Esse post é mais sangrento que "Braindead". Manda pro Peter Jackson que ele faz um épico!

Carol Duca. disse...

Acabei de acordar e vim ler seu blog.
Me deu vontade, ainda muito sonolenta, de me libertar. Ficar mestruada, talvez.

Adicionei você no msn, só falta coragem agora.

Sorte.

@philipsouza disse...

Dificil engolir isso..e fico fantastico a forma que vc pos exposso disso ai....

bom mesmo.....as mulheres sofremmhgehehehe

abraçao

Mai disse...

E são sangrentos os dias menstruados de homens e mulheres que menstruam ou não porque o sangue jorra quando a violência assola e os humores e os hormônios e os poderes e as paixões e o descontrole cai e se derrama sobre o mundo.
Vampiros e sangrias.
E alguma coisa foge ao controle e a loucura sagra e escorre.

Teu sangue escorre em teus textos tanto quanto circula em tuas veias. E o sangue desse texto escorreu diante dos meus olhos. Menstruas palavras?

Fica bem,
Abraços pacíficos,

Mai

Gêsa disse...

realmente o mal o humor que eu exalo quando estou nesses dias contagia e parece corromper todos a minha volta.

Patrícia disse...

Ri-me de alguns comentários , mas não deixa de ser um texto curioso ...
( deixa lá , pode ser que para o ano corra melhor :x )

Sun disse...

confesso que parei nas primeiras linhas -,-
Obrigada pelo comment,

*

0sk disse...

blhek blhek... =s

Tens muita imaginação...

Marta Gonçalves disse...

vontade nao falta ;)

Bruna disse...

haha fiz careta até terminar de ler ;)

eca =)

Nath disse...

Argh quanta sede...rs

Bem criativo eu diria. Me lembrou poemas de Augusto dos Anjos.

Vou te seguir.

Beijo ;*

Beatriz disse...

What hell?
Devo ter ficado 5 minutos inteiros de boca aberta tentando acreditar no que lido.
Fiquei divida entre o nojo e o 'ele escreveu mesmo isso'.
Mais beleza, viva a mestruação, pelo pé, boca, mão. (?) HDUAHUDHAUH. :*

Magnólia-menina disse...

Olá Rafael :)
Não se preocupe na maioria das vezes que escrevo meus textos são em momentos tristes de minha vida por isso da uma certa impressão de melancolia mas é só um texto rsrsrs Acho que não sou de todo uma pessoa "triste" nem muito menos "melancolica".

E sim o desenho fui eu quem fiz que bom que gostou :)
BjÔ ^^

ps:Muito criativo esse seu texto! Devias escrever um livro,Rafael.E tenho dito.

Mara Souza disse...

Surpresa interessante o seu blog!
Obrigada pela visita lá no Very Pink Smile.

Bjs!
Mara Souza
http://verypinksmile.blogspot.com

Aninha disse...

Obrigada! Eu tbm gostei dela! huahauhaua

Aninha disse...

Não aguentei! rs
Depois q eu vi meu nominho em 3° lugar no top comentaristas, tinha q deixar outro comentário para vê-lo em 2° lugar!
=)

bjinhos*/~

Elton... disse...

Metaforiacamente falando é o que há mesmo. E colocar dessa forma nojenta torna a leitura interessante.

Vanessa. disse...

E quando penso que não há mais como você me surpreender, você vem e... Me surpreende!


Eu gosto disso, sabe?

Beijo
:*

Cosmunicando disse...

Rafa, passei pra deixar um beijo e uma dica: procura coisas do Roberto Piva pra ler, acho que você vai curtir.

Carla P.S. disse...

Haha...Nojento, grosseiro, mas genial e artístico. Mesmo!
Nascemos do sangue, do útero, queiram ou não. Menstruamos todo o mês, vocês convivem. Tudo cíclico, hormonal, sanguinolento. Gostei da sociedade atônita.
Um café, sem sangue por favor.

Deh Bee disse...

novamente meu parnasianismo me impede de captar fácil tua msg. mas eu sou brasileira e vou continuar lendo teu blog, hehehe

pq tudo tem q ser tão colérico nas tuas palavras?

bj

Sofih disse...

Isso foi no mínimo um pouco nojento...
xp
Beijos

Macaires disse...

Olá, Rafael, passei para agradecer sua visita e comentário, e támbém para conhecer o seu blogue.
Li alguns de seus textos e os achei muito interssantes. São para refletir e não para achar bonitinho, pois nem sempre a vida é bela, não acha?
Bjs

Anitha disse...

Estava passando e me deparei com este teu texto que acabou por me deixar muito curiosa.
Ao término dele percebi o quão criativo és.
Parabéns por ele, pela bela metáfora!

Marina disse...

Quem ama não tem nojo; absorve tudo o que o outro oferece, sem torcer o nariz, nem fazer cara feia. Mas que a tal da menstruação tem um cheiro que torce até o nosso nariz, isso tem.

Nem tudo é perfeito; temos que aprender a amar o imperfeito.

Adriana Gehlen disse...

erg...
que bom escrito!

Gabriela M. disse...

eca!
não por seu poema, mas pelo que há nele.

menstruar é uma merda!
hoje tem festa, e eu tô nessa fase tão horrorosa... :D

LUA DA PAZ disse...

Ai que aflição.

Achei bom.

Thaís A. disse...

AUHSUEHSUE, adorei o texto. Mas vamos adimitr que o começo é bem nojento, não?

C.Weber disse...

pts grila, achei interessante.
Mas, sinceramente, fiquei com pena das pessoas atónita. Mó pecado. HAHAHAHA
Continue assim, vou te seguir ;)
bg

jupyhollanda disse...

gostei desse poema...

virei com mais calma por aqui.

B-JUJU

Cláudia Linck disse...

pra que falar da tpm propriamente, quando a palavra "menstruação" causa tanto mais incômodo a quem lê o texto, né? bom, pelo menos essa foi minha análise literária. :P

Nadja Reis disse...

Seu poema me lembrou um da poeta Anne Sexton,não sei se você conhece... 'Menstruation at Forty'...


gostei,não da palavra em si(hahaha)mas da mensagem que você quis passar.




bjos

Hadassah disse...

Que sede de sangue!! confesso que eu passo mal quando estou menstruada, isso porque tenho fobia a sangue,
você quase me matou com esse texto!!

ops: pois é se eu não resumisse ia ficar enorme, e ninguém teria paciência de ler.
bjs

Taline disse...

É, acho que esse texto eu entendi :)
Argh, quanto sangue...
Ah, obrigada :)
Mas acho que a cor dos meus olhos não é mais verde musgo, percebi esses dias...
Ele muda de cor =/
Na luz é uma, no escuro outra ... Enfim, um enigma .
Bjs

Daniela Filipini disse...

hoje eu nao janto ^^
aehioaehiaoh

T disse...

adoro quando leio algo que me deixa com a sensação de "que?????", mesmo que eu não entenda é gostoso sentir isso. Enfim:
que????haha

Leila Míccolis disse...

"Agora compreendo por que fui condenado. Por nunca ter sido um espectador". Acho que é por aí mesmo: atos heróicos nem sempre são bem recebidos pelos inertes ou acomodados. Porém nem por isto deixaremos de nos posicionar e de agir. Gostei muito deste seu tipo de Som e de Sentido. Beijos, Leila

luizayabrudi disse...

sangueeeeeee! e viva a menstruação (ou não)!

Anna disse...

Confesso que fiquei com nojinho. Muito.
beijos

Yasmin Gomlevsky disse...

Sangue é legal, me amarro em sangue, me amarro em vermelho... Se você tivesse tpm não escreveria isso.
Demais o seu blog também, sou amiga do Pablo sim. Obrigada pelos elogios ao meu, o seu é bem bombado! Cinquenta e poucos comentários! Uhul! Beijos

Tiffany disse...

no começo achei bem nojento, mas no final ficou bem profundo!!!

viva a menstruação.

Ana Carolina disse...

Nojento e intenso
gostei!

anninha disse...

nossa kkkkkkkkk
gostou da bolsa? :)

Rebeca Oliveira. disse...

ecca; ;x

O Iluminado disse...

Meio repulsivo isso...mas o poema ficou bacana!
Como se todos sangrassem mesmo...
Invadindo aqui hein! abraço!

Ary Aguiar Jr.- Ator disse...

Grande Sperling!
Pois é tb sou um blogueiro,retribuindo a sua visita, maneiro o seu blog e bem movimentado né? Um figuraça!
bom te ver por aqui!
Abração,
Ary

Lara ‹з disse...

CREDO CREDO CREDO, CARA!
eu sei que isso era pra ter um sentido poético.

Atreyu disse...

Achei bem ácida suas palavras, mas tem uma linha bacana aí também o/*

Larissa disse...

Que interessante, você usa de boas metáforas. :)

Karen disse...

Ai que horror! HAHAHAHAHHA
Passou um filminho de terror na minha cabeça a cada linha, credo.

Bertonie disse...

mas é tão violenta essa mestruação, né? D:

Luh disse...

muito bacana seu blog