sexta-feira, 17 de abril de 2009

Poema de um Padeiro

Viva o Pão
Pão é Vida
Pão é Amor
Pão é Harmonia
Viva o nosso pão de cada dia

Acordo de manhã
Tenho um encontro marcado
Com o meu Pão-Amor
O pão que me faz respirar
O pão que me faz viver

Pego os seus órgãos vitais
E os junto usando magia
A farinha, a margarina
O açúcar, o sal
O fermento, a água

Sou seu Criador
Sou quem lhe lampeja Vida
Após alguns minutos de espera
Pego-o em meus braços
E choro de emoção com sua beleza viva

As lágrimas escorrem violentamente
Não consigo controlar meus sentimentos
Sempre que dou cria a um novo Pão
Ele me toma por inteiro
Nos apaixonamos mutuamente

Como Pai e Filho
Como Criador e Criatura
Como Professor e Aluno
Como Rei e Escravo
Como Sequestrador e Sequestrado

Carrego-o até nosso Templo
Exponho-o nas Prateleiras Douradas
Os fiéis vem e imploram
Querem um pouco de minha Criação
Querem um pouco de sua Vida

Eles o levam
O engolem
Delicadamente
Absorvem suas qualidades
Se tornam um pouco Pão

Viva o Pão
Vida é Pão
Amor é Pão
Harmonia é Pão
Viva o nosso dia de cada Pão

Pão

Pão, pão, Pão

E ainda,
Pão

Eu quero um Pão
E que o Mundo seja Pão
Pãoze-se

7 comentários:

Hélen Ariane disse...

resumindo: PÃO É MARA!
uahuiahi

x)
volte sempre no prosa boy, vou segui-lo aqui tbm!

bjo ;@@

lydia. disse...

pãoze-se KOKSDOSDKOSDKSODKSDO
muito bom :D

B&V disse...

curti muito poeta

Rafael L. Smith disse...

Bravo!!!

Pan disse...

pão pão pão, muito bão! :D
te achei no blog de uma colega!
gostei muito, de uma passada do meu!

beijao!

☆ Sandra C. disse...

eu simplesmente adoro a poesia feita em 3a pessoa. é quase um desafio para mim, colocar-se na alma de outra pessoa e escrever por ela. no máximo, sinto a empatia. transferi-la em versos não consegui. ainda.
muito belo o texto. de tão simples se tornou belo.

ana/gecko disse...

hahaha adorei esse! bom jogo de palavras, bem malicioso!

pãoze-se!!!!