domingo, 19 de abril de 2009

Sobre a falta de ideias

Estou sem ideias
Não sei o que escrever
Tento pensar num tema
Mas nenhuma inspiração vem

Não queria me repetir
Queria fazer algo diferente
Algo que ninguém nunca viu
Algo surpreendente

É difícil se reinventar sempre
A ideia original nem sempre aparece
Quando você se dá conta
Está reescrevendo algo que já fez

É preciso buscar novas inspirações
É preciso buscar novos objetivos
Novas motivações
Outros conhecimentos

Respirar outros ares
Ouvir novos sons
Sentir outros gostos
Olhar novas imagens

É preciso surpreender os sentidos
Ter novas experiências
Aprender novos ideais
E diferentes sensações

Para alimentar essa chama
A centelha da criação
Esse momento tão raro e belo
Momento de sublimação

11 comentários:

Rafael L. Smith disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael L. Smith disse...

"Herói" também perdeu o acento. Estou puto com isso. :(

Pensando por outro lado, se não fossem as reformas ainda íamos escrever "farmácia" com PH... ahaha

Presta atenção na silabação dos versos! Quando for fazer careta faz careta tr00!

Gabi disse...

Sinto exatamente isso quando resolvo postar no meu blog, haha U_U

Cosmunicando disse...

também quero alimentar a minha chama =)

Bruna Bianconi disse...

estou assim ultimamente :/

May disse...

Desculpa, mas eu ri :x O fato é que não saber sobre o que escrever já é um tema (que eu uso sempre, confesso). Mas inovar é difícil mesmo, ainda mais quando tem tanta gente fazendo a mesma coisa que você.

Jey disse...

Inovar é algo completamente difícil :l

gostei do blog (:

E quem sabe? disse...

Adorei a simplicidade tão rica de sensações.
Bom,tá add aqui também!
Uma ótima semana.

Sofia Duarte disse...

Tens um bom blog :) É a escrever que está o ganho, apesar de muitas vezes não conseguirmos ter inspiração para continuar a nossa viagem pela escrita...

Fico atenta ao regresso da inspiração!

Abraços

☆ Sandra C. disse...

poxa, o teu poema anterior foi bárbaro, e até para escrever sobre a falta de inspiração você usa belas palavras.

dou-te um conselho (de graça, hehe..): lendo mais, ampliamos nosso vocabulário. leia, e verá a magia que você poderá fazer com as letrinhas...

vou ler teu blog de trás pra frente. adoro fazer isso nos blogs novos que começo a visitar.

Talita Guimarães disse...

Olá Rafael,

excelente! Afinal, os poetas sabem colocar em palavras aquilo que sentem de modo singular. E isso, decididamente acontece com qualquer tema que lhe instigue. Do momento de inspiração divina até mesmo ao de nenhuma inspiração(aparente).

Adoro poesia, e fico chateada por morar em São Luís -MA - diga-se de passagem, de um cenário poético que tem potencial para ser efervescente - e não ver atitude nas livrarias, como a da Letras e Expressões aí no Rio.

Por aqui só quem tem agido nesse sentido são os próprios artistas, e infelizmente, ainda muito entre eles. Mas há uma nova geração se formando, e nos últimos anos temos conseguido movimentar o cenário literário da capital com mais feiras, festivais, debates e concursos. Estamos caminhando para uma mudança...

Enquanto isso, vamos acompanhando iniciativas promissoras que mostram o quanto literatura vale a pena.

Vida longa ao "Som e Sentido"!!!

Abraços,

Talita Guimarães
Foca do Ensaios em Foco
http://www.ensaiosemfoco.blogspot.com